Segurança e Higiene no Trabalho

Apresentação

O curso de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho é uma realização conjunta da ESCE/IPS e da ESTSetúbal/IPS, e está organizado de forma a proporcionar aos detentores de cursos superiores a obtenção e aprofundamento de competências sustentadas que permitam a melhoria do desempenho profissional nos setores Industriais e de Serviços, nas áreas da Saúde e Segurança no Trabalho, sem negligenciar a Investigação & Desenvolvimento. Este curso pretende formar profissionais altamente qualificados para exercer funções técnicas e de gestão a nível da segurança no trabalho, mas que possuam também competências alargadas em outras funções transversais como a Qualidade, a Análise de Riscos, a realização de Auditorias, a Gestão de Comportamentos Seguros, a Gestão da Emergência, a Cultura de Segurança e a Integração da Segurança na Gestão da Organização.

O curso de Mestrado está organizado numa base semestral, correspondendo a um total de 120 créditos (ECTS). O plano de estudos compreende duas partes. A primeira parte, a desenvolver no 1º ano, é constituída por dois semestres com 5 unidades curriculares cada, culminando com um "Projeto Final Individual em Contexto Real de Trabalho" no final do 2º semestre. A segunda parte, a realizar no 2º ano, corresponde ao desenvolvimento de um trabalho de investigação aplicada ou estágio complementado com unidades curriculares de apoio à investigação e desenvolvimento “Seminários em SHT”.

O curso é lecionado em regime pós-laboral nas instalações da ESTsetúbal (1º ano) e da ESCE/IPS (2º ano).

Horário: 3ª feira, 4ª feira e 5ª feira a partir das 18:30.

Objetivos

O curso de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho está orientado para a resolução objetiva de desafios que se colocam no domínio da Segurança e Higiene no Trabalho no que respeita à conceção/aquisição, utilização de equipamentos, instalações e/ou infraestruturas, numa perspetiva de funções transversais e de promoção do desenvolvimento da Cultura de Segurança. Os objetivos gerais do curso visam possibilitar a qualificação profissional e académica, permitindo aos seus detentores desempenhar funções de Técnico Superior de SST nos diversos setores de atividade económica (agrícola, industrial, serviços, turismo, etc.), bem como assegurar a sua implementação e desenvolvimento nos locais de trabalho, no que se refere a serviços de prevenção e de proteção contra riscos profissionais, num quadro de promoção da melhoria das condições de trabalho e da competitividade económica, ajustado às mutações tecnológicas.

Plano de estudos

Plano de Estudos
Despacho de publicação em Diário da República

Acreditação

Estado: Acreditado
Nº de anos de acreditação: 6 anos (de 12 de janeiro de 2015 até 11 de janeiro de 2021)
Consulte aqui: 
Relatório de Autoavaliação
Acreditação A3ES

Saídas profissionais

Durante o curso os mestrandos terão oportunidade de adquirir/desenvolver competências no âmbito da Segurança e Higiene no Trabalho, potenciando a possibilidade de desenvolver, entre outras, atividades nos seguintes âmbitos:

  • Análise dos Riscos;
  • Gestão da Prevenção e Emergência;
  • Gestão de Riscos Materiais (ex. biológicos, mecânicos, químicos, elétricos, ergonómicos) e Psicossociais;
  • Gestão de Comportamentos e Cultura de Segurança;
  • Auditorias aos Sistemas de Gestão da Segurança.

A cooperação com a ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) permite, a nível da homologação do curso, a Qualificação para obtenção do Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho nível VI (antigo Certificado de Aptidão Profissional), aos estudantes que concluam o primeiro ano do Mestrado. O acesso ao Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho nível VII, está reservado aos estudantes que concluam o Mestrado. Todavia, os estudantes, não licenciados, que ingressem no Mestrado (ao abrigo da alínea d) do ponto 1 do artigo 17º do DL 74/2006 de 24/3, republicado pelo DL 115/2013, de 7/8 e pelo DL 63/2016 de 13/9), ao invés de terem acesso ao nível VI, só terão acesso ao Título Profissional de nível VII, o que implica a conclusão do Mestrado.

 

Razões para a escolha do curso

  • Porque o perfil do curso está ajustado às exigências do mercado de trabalho;
  • Pela parceria/cooperação com a ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho);
  • Porque permite, a nível da homologação, a obtenção do Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho nível VI, aos estudantes, possuidores de curso superior, que concluam o primeiro ano do Mestrado e de nível VII a todos os que concluam o 2º ano;
  • Pela rigorosa formação científica de base e experiência do corpo docente;
  • Pela possibilidade de o estudante poder optar por diferentes tipos de trabalho de final de curso, nomeadamente dissertação, projeto ou estágio, conforme o seu perfil e interesses;
  • Pela relação de proximidade do corpo docente com os alunos;
  • Pela qualidade das infraestruturas que a ESCE/IPS e a ESTSetúbal/IPS oferecem aos seus alunos.

Duração e total de créditos ECTS

120 ECTS.

Coordenação do curso

Diretor de curso: Prof.ª Doutora Olga Maria Figueiredo Costa
Subdiretor de curso: Prof. Doutor José Manuel Gameiro Rebelo dos Santos

Propina anual

1º ano: 1.800 euros
2º ano: 990 euros

Consulte regulamentação de propinas

Número de vagas

20 vagas.

Condições de acesso e ingresso

  • Detentores de um grau de licenciatura ou  bacharelato ou habilitação legalmente equivalente nas áreas das engenharias, das ciências empresariais, da psicologia, da sociologia, das ciências farmacêuticas e do direito;
  • Detentores de um grau de bacharelato/licenciatura de outras áreas que pretendam aprofundar os saberes conducentes à aquisição de competências sustentadas e úteis a setores Industriais, agrícolas ou de serviços que envolvam: a Análise de e Gestão de Riscos no Trabalho, a Gestão da Emergência, a Gestão de Comportamentos Seguros e da Cultura de Segurança e a realização de Auditorias aos Sistemas de Gestão da Segurança;
  • Serão, ainda, admitidas candidaturas de não licenciados que sejam detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelos Conselhos Técnico-Científico da ESCE/IPS e da ESTSetúbal/IPS.

Os candidatos serão selecionados por um júri composto por docentes da área tendo em conta os seguintes critérios:

  • Titular de uma licenciatura/bacharelato (pontuação até 15%).
  • Relevância da área do curso (pontuação até 25%).
  • Curriculum científico, académico e profissional (pontuação até 40%).
  • Classificação final da licenciatura (pontuação até 20%).
  • Para os candidatos que não possuam um curso de bacharelato/licenciatura, o critério será apenas a análise do curriculum (100%).

Caso o júri considere necessário, poderão ser efetuadas entrevistas individuais para clarificar aspetos do currículo académico, científico e profissional dos candidatos.

Consulte aqui as condições de acesso ao mestrado via Mudança de Par Instituição/Curso e Reingresso

Pré-requistos

Não aplicável.

Candidaturas

Informação sobre candidaturas.

Outra informação

Limite de Creditações

Os limites quantitativos do processo de creditações estão definidos no art.º 128º do Regulamento  nº 473/2017 - Regulamento de Atividades Académicas e Linhas Orientadoras de Avaliação de Desempenho Escolar dos Estudantes do IPS (clique aqui).

Anuário

Anuário de Mestrados - Edição 2019
Anuário de Mestrados - Edição 2017/2018

Empregabilidade

Apesar de não existirem estudos sobe empregabilidade ao nível do Mestrado, através das fichas de candidatura, verifica-se que a grande maioria dos estudantes está empregada.

Relatórios de monitorização

Plano de Transição

Plano de Transição de MHST

Documentos

Dissertações/Projetos/Estágios (deverá registar-se no Portal do IPS).

Informações Pedagógicas

Contacto de e-mail: dir.shtnull@esce.ips.pt