Segurança e Higiene no Trabalho

Apresentação

O curso de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho é uma realização conjunta da ESCE/IPS e da ESTSetúbal/IPS, e está organizado de forma a proporcionar aos detentores de cursos superiores a obtenção e aprofundamento de competências sustentadas que permitam a melhoria do desempenho profissional nos setores Industriais e de Serviços, nas áreas da Saúde e Segurança no Trabalho, sem negligenciar a Investigação & Desenvolvimento. Este curso pretende formar profissionais altamente qualificados para exercer funções técnicas e de gestão a nível da segurança no trabalho, mas que possuam também competências alargadas em outras funções transversais como a Qualidade, a Análise de Riscos, a realização de Auditorias, a Gestão de Comportamentos Seguros, a Gestão da Emergência, a Cultura de Segurança e a Integração da Segurança na Gestão da Organização.

O curso de Mestrado está organizado numa base semestral, correspondendo a um total de 120 créditos (ECTS). O plano de estudos compreende duas partes. A primeira parte, a desenvolver no 1º ano, é constituída por dois semestres com 5 unidades curriculares cada, culminando com um "Projeto Final Individual em Contexto Real de Trabalho" no final do 2º semestre. A segunda parte, a realizar no 2º ano, corresponde ao desenvolvimento de um trabalho de investigação aplicada ou estágio complementado com unidades curriculares de apoio à investigação e desenvolvimento “Seminários em SHT”.

O curso é lecionado em regime pós-laboral nas instalações da ESTsetúbal (1º ano) e da ESCE/IPS (2º ano).

Horário: 3ª feira, 4ª feira e 5ª feira a partir das 18:30.

Objetivos

O curso de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho está orientado para a resolução objetiva de desafios que se colocam no domínio da Segurança e Higiene no Trabalho no que respeita à conceção/aquisição, utilização de equipamentos, instalações e/ou infraestruturas, numa perspetiva de funções transversais e de promoção do desenvolvimento da Cultura de Segurança. Os objetivos gerais do curso visam possibilitar a qualificação profissional e académica, permitindo aos seus detentores desempenhar funções de Técnico Superior de SST nos diversos setores de atividade económica (agrícola, industrial, serviços, turismo, etc.), bem como assegurar a sua implementação e desenvolvimento nos locais de trabalho, no que se refere a serviços de prevenção e de proteção contra riscos profissionais, num quadro de promoção da melhoria das condições de trabalho e da competitividade económica, ajustado às mutações tecnológicas.

Plano de estudos

Plano de Estudos
Despacho de publicação em Diário da República

Acreditação

Estado: Acreditado
Nº de anos de acreditação: 6 anos (de 12 de janeiro de 2015 até 11 de janeiro de 2021)
Consulte aqui: 
Relatório de Autoavaliação
Acreditação A3ES

Saídas profissionais

Durante o curso os mestrandos terão oportunidade de adquirir/desenvolver competências no âmbito da Segurança e Higiene no Trabalho, potenciando a possibilidade de desenvolver, entre outras, atividades nos seguintes âmbitos:

  • Análise dos Riscos;
  • Gestão da Prevenção e Emergência;
  • Gestão de Riscos Materiais (ex. biológicos, mecânicos, químicos, elétricos, ergonómicos) e Psicossociais;
  • Gestão de Comportamentos e Cultura de Segurança;
  • Auditorias aos Sistemas de Gestão da Segurança.

A cooperação com a ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) permite, a nível da homologação do curso, a Qualificação para obtenção do Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho nível VI (antigo Certificado de Aptidão Profissional), aos estudantes que concluam o primeiro ano do Mestrado. O acesso ao Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho nível VII, está reservado aos estudantes que concluam o Mestrado. Todavia, os estudantes, não licenciados, que ingressem no Mestrado (ao abrigo da alínea d) do ponto 1 do artigo 17º do DL 74/2006 de 24/3, republicado pelo DL 115/2013, de 7/8 e pelo DL 63/2016 de 13/9), ao invés de terem acesso ao nível VI, só terão acesso ao Título Profissional de nível VII, o que implica a conclusão do Mestrado.

A realização da unidade curricular de Auditorias a Sistemas de Gestão SHST, no 2º ano do Mestrado, é reconhecida por Organismo de Certificação (CERTIF), possibilitando a submissão à avaliação por entidade certificadora do seu processo interno de qualificação de Auditores de Sistemas de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho.

Razões para a escolha do curso

  • Porque o perfil do curso está ajustado às exigências do mercado de trabalho;
  • Pela parceria/cooperação com a ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho);
  • Porque permite, a nível da homologação, a obtenção do Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho nível VI, aos estudantes, possuidores de curso superior, que concluam o primeiro ano do Mestrado e de nível VII a todos os que concluam o 2º ano;
  • Pela possibilidade de acesso ao CAP (Certificado de Aptidão Profissional), nível VII, aos estudantes que concluam o Mestrado, de acordo com a Lei nº 42/2012, de 28 de agosto;
  • Porque a realização da unidade curricular de Auditorias a Sistemas de Gestão SHST, no 2º ano do Mestrado, é reconhecida por Organismo de Certificação (CERTIF), possibilitando a submissão à avaliação por entidade certificadora do seu processo interno de qualificação de Auditores de Sistemas de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho;
  • Pela rigorosa formação científica de base e experiência do corpo docente;
  • Pela possibilidade de o estudante poder optar por diferentes tipos de trabalho de final de curso, nomeadamente dissertação, projeto ou estágio, conforme o seu perfil e interesses;
  • Pela relação de proximidade do corpo docente com os alunos;
  • Pela qualidade das infraestruturas que a ESCE/IPS e a ESTSetúbal/IPS oferecem aos seus alunos.

Duração e total de créditos ECTS

120 ECTS.

Coordenação do curso

Diretor de curso: Prof.ª Doutora Maria Odete Pereira
Subdiretor de curso: Prof. Especialista Manuel Ganço

Propina anual

1º ano: 2.000 euros
2º ano: 990 euros

Consulte regulamentação de propinas

Número de vagas

20 vagas.

Condições de acesso e ingresso

  • Detentores de um grau de licenciatura ou  bacharelato ou habilitação legalmente equivalente nas áreas das engenharias, das ciências empresariais, da psicologia, da sociologia, das ciências farmacêuticas e do direito;
  • Detentores de um grau de bacharelato/licenciatura de outras áreas que pretendam aprofundar os saberes conducentes à aquisição de competências sustentadas e úteis a setores Industriais, agrícolas ou de serviços que envolvam: a Análise de e Gestão de Riscos no Trabalho, a Gestão da Emergência, a Gestão de Comportamentos Seguros e da Cultura de Segurança e a realização de Auditorias aos Sistemas de Gestão da Segurança;
  • Serão, ainda, admitidas candidaturas de não licenciados que sejam detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelos Conselhos Técnico-Científico da ESCE/IPS e da ESTSetúbal/IPS.

Os candidatos serão selecionados por um júri composto por docentes da área tendo em conta os seguintes critérios:

  • Titular de uma licenciatura/bacharelato (pontuação até 15%).
  • Relevância da área do curso (pontuação até 25%).
  • Curriculum científico, académico e profissional (pontuação até 40%).
  • Classificação final da licenciatura (pontuação até 20%).
  • Para os candidatos que não possuam um curso de bacharelato/licenciatura, o critério será apenas a análise do curriculum (100%).

Caso o júri considere necessário, poderão ser efetuadas entrevistas individuais para clarificar aspetos do currículo académico, científico e profissional dos candidatos.

Consulte aqui as condições de acesso ao mestrado via Mudança de Par Instituição/Curso e Reingresso

Pré-requistos

Não aplicável.

Candidaturas

Informação sobre candidaturas.

Outra informação

Limite de Creditações

Os limites quantitativos do processo de creditações estão definidos no art.º 128º do Regulamento  nº 473/2017 - Regulamento de Atividades Académicas e Linhas Orientadoras de Avaliação de Desempenho Escolar dos Estudantes do IPS (clique aqui).

Empregabilidade

Apesar de não existirem estudos sobe empregabilidade ao nível do Mestrado, através das fichas de candidatura, verifica-se que a grande maioria dos estudantes está empregada.

Relatórios de monitorização

Relatório de 2015/2016
Relatório de 2014/2015
Relatório de 2013/2014
Relatório de 2011/2012 e 2012/2013
Relatório de 2010/2011

Plano de Transição

Plano de Transição de MHST

Documentos

Dissertações/Projetos/Estágios (deverá registar-se no Portal do IPS).

Informações Pedagógicas

Contacto de e-mail: dir.msht@esce.ips.pt